Brasil retorna ao ranking das 50 economias mais inovadoras do mundo

Foto: divulgação

Após 12 anos de ausência entre as 50 economias mais inovadoras do mundo, o Brasil conquistou um avanço de cinco posições no Índice Global de Inovação (IGI) em comparação com o ranking de 2022.

O país ocupa atualmente, a 49ª posição entre 132 nações, tornando-se o líder da América Latina. Essas informações foram divulgadas durante a abertura do 10º Congresso Internacional de Inovação da Indústria, um evento promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Sebrae, realizado no São Paulo Expo.

O IGI avalia e analisa o desempenho dos ecossistemas de inovação em 132 países, elaborando perfis que registram o desempenho econômico de cada nação por meio de indicadores, além de destacar virtudes e fragilidades relacionadas à inovação, permitindo comparações com outras economias globais. Segundo os dados do índice, o Brasil garante o posto de economia mais inovadora da região e está na liderança da América Latina e Caribe, em posição superior a países como Chile (52ª) e México (58ª).

No pódio das economias mais inovadoras figuram Suíça, Suécia e Estados Unidos.

Entre os cinco membros mais antigos do BRICS, o Brasil está na terceira colocação, à frente da Rússia (51°) e da África do Sul (59º). A China é a 12ª colocada, enquanto a Índia ocupa o 40º lugar.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia