Pandemia tira 1,4 milhão de brasileiros do mercado de trabalho por motivos de saúde

Em meio à pandemia de coronavírus, cerca de 1,4 milhão de brasileiros saíram do mercado de trabalho. Isso é o que aponta um levantamento do pesquisador da Fundação Getúlio Vargas Marcel Balassiano, baseado em dados da Pnad Contínua.

De acordo com o estudo, o número de desempregados que ficaram impedidos de buscar trabalho por problemas pessoais, principalmente por motivos de saúde, passou de 3,3 milhões no acumulado de dezembro a fevereiro para 4,7 milhões até abril, um aumento de 45%.

Já o número de desalentados, ou seja, aqueles que deixaram de procurar trabalho por acharem que não encontrariam oportunidade, teve uma alta bem mais discreta no mesmo período, de 7%.

*M1