Juventus anuncia demissão do técnico Massimiliano Allegri

Massimiliano Allegri
Foto: Filippo Monteforte/AFP

A Juventus anunciou nesta sexta-feira (17) a demissão do técnico Massimiliano Allegri, apenas dois dias após a conquista da Copa da Itália, o 15º título do clube na história do torneio. A decisão, tomada após “comportamentos intempestivos” observados durante e após a final contra a Atalanta, encerra um ciclo de quase quatro anos à frente da equipe bianconera.

A nota oficial da Juventus, sucinta e firme, aponta “comportamentos incompatíveis com o que se espera de seus representantes” como motivo da demissão. A gota d’água parece ter sido a atitude de Allegri na final, quando, irritado com a arbitragem, foi expulso nos acréscimos protagonizando uma cena lamentável: tirou o paletó e o jogou no gramado, gritou com o quarto árbitro, aplaudiu ironicamente o cartão vermelho, tirou a gravata e voltou a atirar o paletó, tudo com gestos e palavras de reprovação.

O clima já era de insatisfação no clube. A imprensa italiana especulava a saída de Allegri há semanas, com o ítalo-brasileiro Thiago Motta, atual técnico do Bologna, apontado como favorito para assumir o comando. As tensões aumentaram após a partida, quando Allegri discutiu com o diretor esportivo Cristiano Guintoli e, segundo relatos, insultou e ameaçou agredir um jornalista do Tuttosport.

Allegri comandou a Juventus por três temporadas e meia, conquistando cinco títulos: dois Campeonatos Italianos, duas Supercopas da Itália e uma Copa da Itália. No entanto, a equipe não obteve o sucesso internacional almejado, com eliminações precoces na Liga dos Campeões em todas as temporadas. Somado aos recentes episódios de conduta inapropriada, a demissão parece ter sido o ponto final em um ciclo que, apesar dos títulos, se desgastou com o tempo.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia