Homem que teve pênis arrancado por esposa processa hospital por vazamento de fotos

Foto: Reprodução

Um homem que teve seu órgão genital mutilado por sua esposa está movendo dois processos judiciais contra dois hospitais de São Paulo devido à divulgação de fotos do incidente. Ele está buscando uma indenização de R$ 500 mil por danos morais, conforme relatado pelo jornal O Globo.

Gilberto Nogueira de Oliveira, de 39 anos, teve seu pênis amputado após sua esposa, Daiane Nogueira, 34, descobrir um relacionamento extraconjugal dele com a sobrinha de 15 anos.

O incidente ocorreu em 22 de dezembro do ano passado e, após o ocorrido, Gilberto buscou atendimento médico na UPA, onde recebeu os primeiros cuidados. Lá, afirma-se que um enfermeiro fotografou sua lesão.

Posteriormente, Gilberto foi encaminhado da UPA para a Santa Casa de Atibaia e, em seguida, transferido para o Hospital Universitário São Francisco Paulista. Nesta última instituição, médicos e enfermeiros teriam realizado novas fotografias da lesão antes de procederem à operação para controlar o sangramento.

Até o momento, os dois hospitais não receberam notificação oficial sobre os processos judiciais e, portanto, optaram por não fazer comentários a respeito do assunto.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia