Exoneração de coordenadora do Inpe não tem relação com alertas sobre desmatamento, diz ministro

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou nesta terça-feira (14) que a exoneração de Lubia Vinhas do cargo de coordenadora-geral de Observação da Terra não tem relação com os alertas sobre desmatamento na Amazônia.

Marcos Pontes deu a declaração ao conceder uma entrevista coletiva sobre a “nova estrutura” do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão vinculado ao ministério.

O departamento até então chefiado por Lubia Vinhas, que integra a estrutura do Inpe, é responsável pelo monitoramento da devastação da Amazônia. A exoneração dela foi publicada três dias após o Inpe ter informado que a Amazônia registrou novo recorde nos alertas de desmatamento em junho.

“Ela não foi demitida. Só que aconteceu no momento desses alertas. O pessoal achou que tinha uma coisa a ver com a outra. Não tem. Ela não foi demitida, continua no time. Nós ampliamos as funções do Inpe, ela vai assumir uma delas. Então, é isso, talvez eu devesse ter olhado com mais cuidado, deixar mais para frente. Eu não prestei a atenção nesse item. Esse mal-entendido com relação a Lubia está esclarecido”, declarou Pontes nesta terça.

Fonte: G1