Após saída da Ford do Brasil, CNI pressiona para que Poder Público reduza custo Brasil

 

Após saída da Ford do Brasil, CNI pressiona para que Poder Público reduza custo Brasil

Após o anúncio da Ford de que irá encerrar a produção de veículos no Brasil, impactando diretamente a fábrica situada em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) pressionou nesta segunda-feira (11) o Poder Público a reduzir o custo Brasil para evitar a debandada de outras empresas multinacionais.

Em nota, a entidade afirmou que que a saída da montadora é “um sinal de alerta para os governos federal, de estados e municípios, além do Congresso Nacional, sobre a necessidade de aprovar, com urgência, medidas para a redução do Custo Brasil”. “Entre elas, a reforma tributária se apresenta como a prioritária para a redução do principal entrave à competitividade do setor industrial brasileiro”, diz trecho do comunicado.

Diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi lamentou a saída da Ford do país. “Entendemos que a decisão está alinhada a uma estratégia de negócios da montadora. Mas, o ambiente de negócios é um dos fatores que pesam no momento de decisão sobre onde permanecer e onde fechar. O Brasil tem que lutar para melhorar sua competitividade, pois, além das fábricas, há toda uma cadeia automotiva que inclui redes de concessionárias, fornecedores de partes e peças e diversos outros serviços. Essa decisão reforça a urgência de se avançar na agenda de competitividade e redução do Custo Brasil”, diz Abijaodi.

Fonte: BN