Bolsonaro envia carta e pede à Índia urgência para antecipar envio da vacina de Oxford

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta ao primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, pedindo para que fosse antecipada a entrega ao Brasil de um lote de 2 milhões de vacinas produzidas por um laboratório indiano. O lote é a principal aposta do governo federal para começar ainda em janeiro o programa de imunização no Brasil.

O imunizante é produzido pelo Serum Institute, mas foi desenvolvido pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca.

“Para possibilitar a imediata implementação do nosso Programa Nacional de Imunização, muito apreciaria poder contar com os bons ofícios de Vossa Excelência para antecipar o fornecimento ao Brasil, com a possível urgência e sem prejudicar o programa indiano de vacinação, de 2 milhões de doses do imunizante produzido pelo Serum Institute of India”, diz o documento.

Após o presidente do Instituto Serum, Adar Poonawalla, informar na última sexta-feira, 1º, que o governo da Índia vetou a exportação dos imunizantes produzidos no país, o Ministério das Relações Exteriores entrou em negociação para viabilizar a importação.

Segundo Poonawalla, a proibição de venda internacional foi uma das condições para que a AstraZeneca recebesse autorização de emergência na Índia —assim, o governo quer garantir ao menos 100 milhões de doses para vacinar os grupos prioritários.

Fonte: A Tarde




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *