Mulher guarda corpo de bebê na geladeira acreditando se tratar de um pedaço de carne

Mulher guarda corpo de bebê na geladeira acreditando se tratar de um pedaço de carne

Uma mulher guardou por mais de um ano o corpo de um bebê em sua geladeira acreditando se tratar de um pedaço de carne. Segundo o G1, o caso aconteceu em uma cidade do interior do estado de Minas Gerais.

Conforme a publicação, o corpo foi encontrado pela dona de casa Susy Costa, de 56 anos, que estava fazendo uma limpeza na geladeira.
A mulher confirmou à polícia que a suposta mãe do bebê a entregou um embrulho, em um saco preto, afirmando que era um pedaço de carne, e pediu para que ela guardasse em sua geladeira.

Um ano depois da entrega, ao abrir uma sacola de supermercado que estava no fundo do congelador, a dona de casa percebeu que havia um pé humano dentro do saco.
Susy acionou os militares, que foram até o local e confirmaram que o corpo era de um bebê. Peritos da Civil também foram acionados. Mais tarde, o delegado Rômulo Dias detalhou que se tratava de uma menina.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que, após a perícia criminal comparecer ao endereço, no Barreiro, o corpo foi imediatamente removido ao Instituto Médico Legal em Belo Horizonte, onde está sendo submetido a exames.