Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso quase três anos após crime

Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso quase três anos após crime
Foto: reprodução

Quase 3 anos depois do ator Rafael Miguel e dos pais serem assassinados, o acusado pelo crime, Paulo Cupertino Matias, foi preso. Ele foi detido nesta segunda-feira (15) em São Paulo. Já réu pelo crime, Cupertino foi encaminhado para o 98º Distrito Policial.

Os policiais receberam informação de que Paulo Cupertino estaria na capital paulista. Ao chegar o local indicado, de fato encontraram o acusado. Paulo Cupertino estava no topo da lista de criminosos mais procurados de São Paulo e teve o nome incluído até na Difusão Vermelha da Interpol.

O Ministério Público (MP) diz que o empresário assassinou Rafael e os pais por não aceitar o namoro do ator com a filha, Isabela Tibcherani, que tinha 18 anos na época do crime.

Vídeos de câmeras de segurança registraram Cupertino atirando 13 vezes em Rafael, que morreu aos 22 anos, e nos pais do ator, José Alcísio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50. O crime aconteceu em 9 de junho de 2019, na frente da casa em que Isabela morava com a mãe, na Zona Sul de São Paulo. As duas não foram baleadas.

Isabela já comentou nesta segunda a prisão do pai. “Fui informada do ocorrido. Não consigo falar muito a respeito agora, mas quero agradecer todas as mensagens e todo apoio. É uma mistura muito grande de sentimentos e agora preciso de espaço. Grata”, postou em uma rede social.

A polícia tem indícios de que na fuga Cupertino passou por oito cidades, incluindo uma no Paraguai – Sorocaba, Águas de São Pedro, um município não informado e Campinas, em SP; Jataizinho, no Paraná; Ponta Porã e Eldorado, no Mato Grosso doS Sul; e Liberación, no Paraguai.

*Correio