Caoa fecha fábrica em São Paulo e demite 480 funcionários

Em nota, a empresa afirmou que a suspensão tem como objetivo “ajustar os processos produtivos da planta para novos modelos com tecnologias híbridas e elétricas”
Caoa fecha fábrica em São Paulo e demite 480 funcionários
Imagem: Divulgação

A Caoa Chery anunciou nesta quinta-feira (05) o fechamento da fábrica da montadora em Jacareí, interior de São Paulo. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, a empresa prevê a demissão de 480 funcionários, mas os desligamentos ainda não foram detalhados.

Em nota, a empresa afirmou que a suspensão tem como objetivo “ajustar os processos produtivos da planta para novos modelos com tecnologias híbridas e elétricas”.

“Atenta às demandas globais em relação à mobilidade sustentável, a montadora assume o compromisso com o Brasil e seus consumidores de eletrificar todos os modelos de seu portfólio até o final de 2023”, diz a nota.

A Caoa informou ainda que após a pausa haverá um investimento na produção da planta industrial em Anápolis, Goiás, com “lançamentos planejados para o segundo semestre”.

O Sindicato, por sua vez, afirma que a empresa falta com a verdade ao tratar a decisão como pausa e afirma que a planta será fechada de forma definitiva.

“A Caoa Chery mente ao dizer que não fechará a fábrica de Jacareí e que esse processo se configura em uma readequação da montadora para a produção de carros elétricos. Mas serão três anos sem produzir em Jacareí, ou seja, três anos com a fábrica fechada e com pais e mães de família no olho da rua”, diz o presidente do Sindicato, Weller Gonçalves.

A entidade sindical afirma ainda que a empresa se instalou no Brasil com isenção de impostos e explorou a mão de obra local com baixos salários e poucos direitos.

“A nossa luta será pela manutenção da fábrica na cidade. Se a empresa insistir com o fechamento, vamos exigir a estatização sob controle dos trabalhadores para que, assim, nosso país produza um carro 100% nacional. Cobraremos o governo em relação a isso. Vamos repetir a luta dos trabalhadores da Avibras, que conseguiram reverter centenas de demissões”, afirma Weller.

 

Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícias