Cesta básica dos baianos tem alta puxada pelo café em pó e açúcar

Cesta básica dos baianos tem alta puxada pelo café em pó e açúcar

O valor da cesta básica aumentou em Salvador. Segundo informações divulgadas nesta sexta (7), pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) o reajuste foi de 8,17% no mês de dezembro, se comparado com o mesmo período de 2020.  Em termos práticos, a cesta chegou ao valor de R$ 518,21.

Entre os meses de novembro e dezembro, os preços dos alimentos tiveram alta de 2,43%. E os violões foram o café em pó e o açúcar. Ambos cresceram no acumulado de 2021, 79,19% e 48,31%, respectivamente.

Ainda segundo a entidade, o motivo do crescimento nos preços desses produtos foram causados por conta da demanda externa e da expectativa de quebra de safra do café, assim como da entresafra da cana que diminuiu a oferta do açúcar.

Alívio no bolso

Na contramão das altas, o arroz agulhinha e a banana tiveram redução de preços, o que já traz um alívio ao bolso dos baianos. De acordo com o DIEESE, o arroz registrou 6,33% de queda e a banana 6,32%.  Quer saber mais?! Confira abaixo a lista completa de produtos da cesta básica e suas altas.
  • Café em pó (79,19%),
  • Açúcar cristal (48,31%)
  • Manteiga (15,20%)
  • Pão francês (13,06%)
  • Carne bovina de primeira (9,99%)
  • Farinha de mandioca (7,66%)
  • Feijão carioquinha (7,56%)
  • Óleo de soja (7,38%)
  • Leite integral longa vida (5,61%)
  • Tomate (1,26%)
  • Arroz agulhinha (-6,33%)
  • Banana (-6,32%)