Por reajuste salarial, médicos do INSS paralisam atividades por 24h

Por reajuste salarial, médicos do INSS paralisam atividades por 24h

Chamado de “Dia Nacional de Advertência”, os peritos médicos do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) paralisaram as atividades em todo o país nesta segunda-feira (31) em protesto por melhores condições de trabalho e reajuste de salário de 19,9%. A estimativa é de que 25 mil perícias que estavam agendadas fiquem comprometidas nas próximas 24h.

A categoria reclama de sobrecarga de trabalho. Em uma nota enviada ao Ministério do Trabalho na semana passada, informando da paralisação, a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP), que organiza a mobilização, destacou a falta de avanço nas conversas com a pasta.

O INSS integra o Ministério do Trabalho, pasta que teve o maior volume de cortes no orçamento de 2022. Foram vetados R$ 1 milhão, dos quais R$ 709,8 mil deveriam ser repassados à seguridade social.

Sobre as perícias prejudicadas, o INSS informa que “será feita a remarcação de todos os atendimentos que não puderam ser realizados”. Para isso, não será necessário a solicitação de nova data e “o segurado pode confirmar a nova data e horário da sua perícia pelo telefone 135 ou pelo Meu INSS (site ou aplicativo)”.