Acelen anuncia redução no preço do gás de cozinha na Bahia, mas gasolina fica mais cara

Novos reajustes foram anunciados pela Acelen, que, conforme nota publicada, os preços seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo
Acelen anuncia redução no preço do gás de cozinha na Bahia, mas gasolina fica mais cara
Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília

O Sindicato de Revendedores de Gás da Bahia (Sindrevgás), anunciou que a  partir desta segunda-feira (02) o preço do gás de cozinha terá uma redução no estado. O preço médio de venda, atualmente em R$ 107,84 de acordo com levantamento da  Agência Nacional de Petróleo (ANP), ficará entre R$ 4,00 a $ 5,00 mais barato.

O valor mais caro do produto no estado durante o ano de 2022 foi de R$ 150,00 e o mais barato registrado foi de R$ 92,00. A medida faz parte da política da Acelen, que controla a refinaria de Mataripe, de rever os preços praticados a cada dia 1° do mês, podendo haver aumento ou diminuição no valor.

O gás de cozinha tem sido um dos vilões no orçamento das famílias brasileiras. Um levantamento realizado pela ANP mostrou que a média de preço nacional, atingiu, no mês de abril, o maior patamar do século ao custar R$ 109,31. O valor chegava a representar representa 9,4% do salário mínimo, proporção mais elevada desde 2007, ano em que o gás R$33,06 e o salário mínimo era R$350.

Os combustíveis tiveram mais um reajuste na Bahia. A Acelen anunciou aumento nos preços do diesel e da gasolina. Para o diesel S10, o reajuste foi de 11,3% e para o diesel S500, 11,4%. Já para a gasolina o aumento foi de 6,7%.

Em nota, a Acelen informou que os preços da refinaria “seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais, dólar e frete”.

As informações são dos sites Correio e A Tarde

 

Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícias