China condena jornalista a quatro anos de prisão por relatar o coronavírus em Wuhan

Um tribunal chinês impôs hoje (28) uma pena de quatro anos de prisão a uma jornalista que noticiou da cidade de Wuhan, no auge do surto de coronavírus do ano passado, acusando-a de “induzir brigas e provocar confusão”, afirma o advogado da condenada. A informação foi divulgada pela Agência Brasil.

Zhang Zhan, de 37 anos, a primeira jornalista cidadã que se sabe ter sido julgada, é parte de um punhado de pessoas cujos relatos em primeira mão de hospitais lotados e ruas vazias pintaram o cenário do primeiro epicentro da pandemia.

“A senhorita Zhang acredita que está sendo perseguida por exercitar sua liberdade de expressão”, disse o advogado de Zhang, Ren Quanniu, à agência de notícias Reuters antes do julgamento. “Provavelmente apelaremos”, afirma o advogado após a decisão.

Fonte: Metro1