PM procurado por matar fotógrafo na BA por ciúmes da ex atirou 11 vezes e cometeu crime na frente dos filhos

PM procurado por matar fotógrafo na BA por ciúmes da ex atirou 11 vezes e cometeu crime na frente dos filhos
Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

O policial militar que está sendo procurado por suspeita de matar a tiros, por ciúmes da ex-mulher, o fotografo Sandro Silva Santos, de 36 anos, no município de Itabuna, no sul da Bahia, disparou 11 vezes contra a vítima e, conforme testemunhas disseram à polícia, cometeu o crime na frentes dos próprios filhos.

O corpo da vítima foi enterrado na manhã desta quinta-feira (1) no Cemitério Campo Santo, no município. Sob forte comoção, o sepultamento aconteceu por volta das 9h30. O corpo começou a ser velado ainda na noite de quarta (1°). Sandro deixou três filhos. No velório, parentes e amigos de Sandro estavam inconformados com o crime.

Fotógrafo foi morto a tiros em Itabuna. — Foto: Reprodução/TV Bahia

Fotógrafo foi morto a tiros em Itabuna. — Foto: Reprodução/TV Bahia

“Ele foi assassinado brutalmente, covardemente por um PM que é pago para proteger. Tirou a vida do meu irmão sem nem direito de defesa. Meu irmão estava trabalhando e ele fez isso. Meu irmão era uma pessoa trabalhadora, esforçada. Aqui não tem ninguém para abrir a boca para dizer o contrário dele”, disse a irmã do fotógrafo, Loana Silva.

“Perdi um grande amigo. Depois de passar um ano abençoado de 2019, vem a tristeza de em 2020 perder um grande amigo como Sandro, uma pessoa que era muito marcante na minha vida e na vida de todos que estão aqui. Era um cara muito bom “, afirmou o amigo de Sandro, Adeval Pereira.

O crime

Soldado da PM está sendo procurado pela polícia — Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Soldado da PM está sendo procurado pela polícia — Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

O crime aconteceu na tarde quarta, na Rua São Geraldo, no bairro Novo Lomanto. Sandro estava na casa da namorada, que é ex-mulher do policial Felipe Prado Araújo, de 40 anos, quando foi atacado a tiros. Testemunhas disseram à polícia que a vítima estava colocando uma porta na residência onde a namorada mora com a sogra quando foi surpreendido pelo suspeito.

Conforme a Polícia Militar, na quarta-feira antes do crime, o policial estava trabalhando normalmente num posto do bairro Califórnia e disse a um colega de trabalho que iria buscar um almoço e saiu do local. O suspeito, no entanto, seguiu numa moto particular para a casa onde estava Sandro.

Segundo testemunhas, o PM cometeu o crime quando estava fardado e, de acordo com a PM, o soldado usou a arma da corporação para cometer o homicídio.

Os filhos que o policial tem com a ex- mulher, segundo a polícia, também estavam na residência no momento dos disparos e presenciaram o crime.

O comando do 15º Batalhão da Polícia Militar de Itabuna informou que o Serviço de Inteligência foi acionado e que buscas ainda estão sendo feitas, e testemunhas ouvidas, para tentar localizado o soldado. A corporação também disse acreditar que o crime foi motivado por ciúmes, porque Sandro era o atual namorado da ex-companheira do policial.

Até a última atualização desta reportagem, o soldado ainda não havia se apresentado e nem havia sido encontrado. A corporação disse ainda que será aberta uma investigação para apurar as circunstâncias do ocorrido.

*G1