SAJ: “Não vai ficar impune esse crime”, diz delegado sobre acusado de agredir a sogra

O Coordenador da 4ª Coorpin, Edilson Magalhães comentou caso da idosa agredida pelo genro em Santo Antônio de Jesus. Ao repórter Itajaí Júnior, o delegado explicou que houve uma briga de casal, o acusado quis agredir a esposa e a filha, mas elas correram e ele agrediu a sogra, “É um crime bárbaro, covardia. Ele foi conduzido para a delegacia, preso em flagrante, mas o juiz plantonista não se atentou para a gravidade da situação e liberou esse autor”, disse. A idosa permanece na UTI em estado grave.

Segundo o delegado, o acusado pode ser enquadrado por tentativa de homicídio por motivo fútil e na Lei Maria da Penha, se comprovar que a idosa morava na mesma residência, sendo um crime domiciliar, “Vamos intimá-lo novamente, ele vai responder, o exame corporal já vou solicitado. Não vai ficar impune, a Polícia Civil está atenta”, frisou. Ainda conforme o delegado, o acusado tem registro de ocorrência por briga, alcoolismo e uso de drogas. Os familiares da vítima pedem justiça após a soltura do acusado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *