Acusado de assassinar ator Rafael Miguel e os pais dele fez RG falso no Paraná

Paulo Cupertino Matias, acusado de matar o ator Rafael Miguel e os pais dele em junho de 2019, fez um RG falso no interior do Paraná, segundo informações divulgadas ontem (26) pela Polícia Civil. Ele faz parte da relação de criminosos mais procurados do país.

O suspeito fez a identidade na cidade de Jataizinho, no norte do estado, usando documentos falsos. Em depoimento, o funcionário disse que não se lembrava da data que fez o documento e que não tinha conhecimento do caso. A situação é investigada.

O ator Rafael Miguel foi morto a tiros aos 22 anos. Os pais dele, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, também foram assassinados.

Fonte: Metro 1