Operação contra pornografia infantil cumpre 137 mandados no Brasil e no exterior

Operação do Ministério da Justiça e Segurança Pública e polícias civis de dez cumpre 137 mandados de busca e apreensão, nesta sexta-feira (6). O objetivo é combater crimes de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes praticados na internet.

De acordo com informações do G1, pelo menos 16 pessoas foram presas em flagrante em Alagoas (1 preso), Pará (3), Paraná (2), Rio de Janeiro (1), Santa Catarina (6) e São Paulo (3). Os suspeitos são detidos se forem encontrados materiais pornográficos nos endereços visitados pelos agentes.

Também estão sendo cumpridos mandados da sétima fase da Operação Luz na Infância nos estados de Ceará, Goiás e Mato Grosso. A operação alcança ainda outros quatro países: Argentina, Estados Unidos, Panamá e Paraguai.

As penas para os crimes investigados variam de 1 a 8 anos de prisão. No caso de armazenamento de material pornográfico infantil varia de 1 a 4 anos de reclusão. Quem compartilha pode pegar de 3 a 6 anos. Já quem produz esse tipo de material pode ficar de 4 a 8 anos preso.

A primeira fase da Operação Luz na Infância foi deflagrada em outubro de 2017, quando foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão, e 108 pessoas foram presas. Já a operação mais recente foi deflagrada em fevereiro deste ano, com o cumprimento de 112 mandados de busca e apreensão e 43 pessoas presas em flagrante no Brasil e quatro no exterior.

*G1