Comandante da 60ª CIPM de Gandu, Major Castilho fala da redução do índice de criminalidade na região; confira

Foto/Leandro Silva

Com três meses sob o comando da 60ª Companhia Independente de Polícia Militar de Gandu (60ª CIPM), o Major Castilho afirma que através do programa de ação melhorias pontuais na segurança pública dos municípios estão acontecendo.

De acordo com ele, uma das primeiras medidas foi solicitar das autoridades superiores o aumento do efetivo militar para as unidades de policiamento.

“Nas áreas de atuação dos seis municípios da 60ª CIPM, principalmente, em Wenceslau Guimarães, onde há maior quantidade de ocorrência, houve modificação no policiamento. Por exemplo, intensificação ostensiva nos povoados Palmeiras e Cocão. Com essas mudanças, o índice de criminalidade diminuiu e continua declinando”, disse.

Segundo o Major, após analisar o estado de cada viatura e dos equipamentos de uso no serviço, foi preciso fazer algumas melhorias, adquirindo dois novos veículos e aperfeiçoando a prestação de serviços para a comunidade.

De acordo com o Major, após análise de incidência e estatísticas de crimes a 60ª CIPM modificou as rotas de policiamento.

“Otimizamos a fiscalização onde realmente precisa de atuação mais intensa. Internamente o regime de trabalho sofreu alterações para melhor atender a flexibilidade de horário dos policiais, ou seja, aplicou uma norma geral de ação diferenciada para que tenham condições logísticas desde o tempo de deslocamento até o início do serviço com o fim do expediente, visto que muitos PMs moram em cidades diferentes do posto de atuação”, pontuou.

Ele explicou ainda que em cidades às margens da BR-101 as rondas noturnas estão intensificadas nas adjacências da rodovia, onde há probabilidade maior de ataque pelos ‘novos cangaços’ a agências bancárias. Dessa forma, modificou o horário do pelotão especial e das unidades de Wenceslau Guimarães e Teolândia que passaram a ter rondas de 0h a 5h.

O objetivo é trabalhar em conjunto e estreitar os laços, por sua vez, conforme relatou o Major Castilho, através de iniciativas com o poder executivo e legislativo das cidades.

Além disso, está em sincronia com os poderes constituintes para promover uma segurança pública eficaz”, disse.

Por fim, o Major Castilho pede as pessoas que colabore com a PM e pode procurar sempre que precisar da intervenção da 60ª CIPM para o bem comum da ordem pública. O comandante ainda frisa que, o seu método de trabalho é fazer jus a legalidade e desempenhar um papel de polícia próxima da comunidade. (reporter Bahia)