Maqueila diz que Léo estava enfrentando um tratamento de câncer e fazendo acompanhamento psiquiátrico

Maqueila diz que Léo estava enfrentando um tratamento de câncer e fazendo acompanhamento psiquiátrico
Foto: reprodução

Em entrevista concedida o repórter JP do Programa Tolerância Zero, de Sergipe, a ex-detenta Maqueila Bastos disse que Léo Troesch, da Pousada Paraíso Perdido estava enfrentando um tratamento de câncer, que segundo ela, estaria presente no pulmão e pênis de Léo.

“A gente conversou, ele conversou comigo, disse que estava fazendo um tratamento psiquiátrico, e que não estava com cabeça para naquele momento eu voltar a trabalhar na pousada. Eu fiquei sabendo que ele estava com um tumor no pulmão e outro no pênis, então eu respeitei o momento, que não era aquele momento para eu voltar a trabalhar na pousada, eu estava pedindo a ele para voltar a trabalhar na pousada, e não era o momento, então eu voltei para Salvador e na semana seguinte foi a semana que aconteceu o fato”, contou citando uma ocasião em que teria pedido a Léo para voltar a trabalhar na Pousada Paraíso perdido.

Maqueila é uma das investigadas no processo que apura a morte do empresário Léo Troesch.

Aproximação com Shirley Figueiredo, viúva de Léo Troesch

A aproximação de Maqueila com a viúva de Léo também foi citada durante a entrevista, ela contou como conheceu Shirley.

“Quando eu fui presa no ano passado ela estava também no conjunto penal feminino, e a gente começou uma amizade, a conversar, tinha um vínculo, e quando eu sai a gente continuou este vínculo, eu fui trabalhar na pousada e a gente continuou um vinculo de amizade, de companheirismo. Eu não tinha nenhuma má relação com Leandro até porque eu não conhecia o Leandro. Só conheci quando ele saiu, e quando ele saiu o vinculo também não foi mal”, detalhou.

 

VEJA A ENTREVISTA COMPLETA AQUI: