Empresário em Feira de Santana condenado por furto de energia

Foto: Reprodução

Um empresário em Feira de Santana foi sentenciado a dois anos de prisão por furtar energia, após a Neoenergia Coelba denunciar a fraude ao Ministério Público.

O juiz impôs uma multa de R$800 mil, após descobrirem uma ligação clandestina em uma fábrica de reciclagem. A Coelba recuperou 3,4 milhões de quilowatt/hora, equivalente ao consumo de 60 mil residências ou do município de Cruz das Almas por 15 dias.

A detecção do crime se deu por softwares e equipamentos inteligentes na rede elétrica, revelando manipulação noturna.

A ação conjunta com a Polícia Civil e peritos constatou a irregularidade. O furto de energia é punível pelo artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena máxima de oito anos de reclusão.

O departamento jurídico da Neoenergia Coelba reafirmou seu compromisso em combater fraudes e denunciar responsáveis por ligações clandestinas.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia