Instituto Lula diz que ação da PF foi ‘arbitrária, ilegal e injustificável’

Em nota, o Instituto Lula afirmou nesta sexta-feira (4) que a ação da Polícia Federal que realizou buscas na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e  o prestar depoimento foi “arbitrária, ilegal e injustificável”.
Perto das 8h40, Lula foi levado para o Aeroporto de Congonhas, em um carro descaracterizado, para depor à PF. Às 8h51, ele prestava depoimento dentro do aeroporto. Ele não foi preso e, após o depoimento, deve ser liberado.
“A violência praticada hoje (4/3) contra o ex-presidente Lula e sua família, contra o Instituto Lula, a ex-deputada Clara Ant e outros cidadãos ligados ao ex-presidente, é uma agressão ao estado de direito que atinge toda sociedade brasileira. A ação da chamada Força Tarefa da Lava Jato é arbitrária, ilegal, e injustificável, além de constituir grave afronta ao Supremo Tribunal Federal”, diz o texto divulgado pelo instituto que representa o ex-presidente. (G1)