‘Problema do ministro da Educação é o presidente Bolsonaro’, diz Bacelar

O presidente da comissão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) na Câmara dos Deputados, o baiano Bacelar (Podemos), disse  nesta terça-feira (7) que o ideal é que o novo ministro da Educação seja alguém ligado à área e que tenha grande capacidade de diálogo com o Congresso.

Para o deputado, o grande problema do ministro da Educação é o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Com Bolsonaro nenhum ministro dará certo”, diz. “O ministro teria que ser alguém técnico, experiente, que conheça a área e possa dialogar bem com a comunidade acadêmica e o congresso. O presidente não enxerga isso, jamais enxergará”, ressalta.

O parlamentar faz questão de enfatizar que o governo federal é contra o Fundeb. “Eles nunca me procuraram, nunca procuraram a relatoria da comissão. Não dão importância e não gostam. Como é uma comissão, nós fazemos nossa parte, mas acho lamentável a falta de atenção do governo com o Fundeb”, salienta.

*Bahia.Ba