Secretário de Saúde do DF é preso em operação sobre irregularidades em compra de testes para Covid-19

O secretário de saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, foi preso preventivamente na manhã desta terça-feira (25), em uma operação que investiga supostas irregularidades na compra de testes para detecção da Covid-19. Ele foi detido no apartamento onde mora, no Noroeste.

De acordo com o G1, a Operação trata-se da segunda fase da operação Falso Negativo, deflagrada pelo Ministério Público do DF.

Ainda conforme publicação,  o Ministério Público do DF informou que a Operação Falso Negativo cumpre sete mandados de prisão e 44 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em mais 8 Estados (GO, SP, RJ, BA, SC, MT, ES e RS).

Segundo o MPDFT, o objetivo da operação é desmantelar uma suposta organização criminosa instalada dentro da Secretaria de Saúde do DF para fraudar a escolha de fornecedores e superfaturar a compra dos testes. Os investigadores afirmam que o prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 18 milhões.

A primeira fase da operação foi deflagrada em 2 de julho. À ocasião, foram cumpridos 74 mandados de busca e apreensão em mais de 20 cidades pelo país. As investigações são do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Procuradoria-Geral de Justiça do MPDFT.