Haddad diz que estava ironizando quando escreveu ‘tem Casa Grande que vale a pena’

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) tornou-se alvo de críticas nas redes sociais por um tuíte que foi apontado como racista por parte significativa de seus seguidores.

Ele publicou uma foto do comentarista esportivo Walter Casagrande Júnior, da Rede Globo, acompanhada do comentário “tem Casa Grande que vale a pena”.

O petista fazia referência às análises feitas pelo comentarista sobre a situação do Brasil em programa televisivo, criticando o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) (flagrado pela Polícia Federal com dinheiro entre as nádegas) e a contratação de Robinho pelo Santos (posteriormente suspensa).

O tuíte foi bastante criticado nas redes sociais por fazer um trocadilho considerado preconceituoso com o espaço em que ficavam os senhores brancos durante o período escravocrata no Brasil, em contraposição à senzala, onde ficavam os escravos. Haddad então apagou a mensagem.

“A principal estrutura de opressão da escravidão NUNCA vale a pena, nem em trocadilho racista de internet. Não basta apagar, você precisa se retratar”, escreveu Simone Nascimento, jornalista do Movimento Negro Unificado.

“O mínimo que você deve fazer é se retratar pelo trocadilho racista. Só apagar e fingir que nada aconteceu não adianta. Seu fandom está atacando mulheres negras que o criticaram pelo erro”, completou Leví Kaique Ferreira, colunista do site Mundo Negro. Haddad disse ao Painel que usou “o discurso do Casagrande para ironizar a casa-grande”. Perguntado se então ele considerava ter sido mal interpretado, afirmou que não tinha mais nada a dizer e que não faz “esse tipo de juízo sobre as pessoas”.

BN




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *