Lula diz que Moro ‘é a cara da mentira’ e compara ex-ministro a Mussolini e Hitler

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez críticas à condução do ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, nos processos contra ele no âmbito da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras. Em entrevista a Mário Kertész hoje (21), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, ele negou ter pensado em deixar o Brasil e buscar asilo político em uma embaixada brasileira em um país vizinho.

“Não sou um cidadão qualquer. Não sou um cidadão comum. Fui presidente da República, tenho muito orgulho de ser reconhecido pelo povo brasileiro como o melhor presidente da história desse país. Nunca antes na história do Brasil um presidente terminou oito anos de mandato com 87% de bom ou ótimo. Normalmente o presidente termina saindo pela porta dos fundos. Se eu fosse para o exterior ou uma embaixada, quais seriam as manchetes dos jornais? ‘Lula fugitivo’, não é isso? ‘Acabado'”, disse Lula.

“Eu preferi ir na Polícia Federal ficar pertinho do Moro porque eu precisava provar que o Moro é mentiroso. Você entrevistou ele e viu na cara dele que é mentiroso. O homem que, quando você pergunta uma coisa, ao invés de te encarar para responder, fica fechando os olhos. ACM tinha uma história, me dizia: ‘Lula, quando você for conversar com uma pessoa e essa começar a fechar os olhos, essa pessoa está mentindo’. O Moro é a cara da mentira. Essa Dallagnol é a cara da mentira”, acrescentou o petista.

Ele criticou a idolatria por Moro e por Deltan Dallagnol, então coordenador da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF). O procurador foi responsável por acusar o ex-presidente através de uma apresentação de PowerPoint onde tentava ligar Lula aos esquemas de corrupção na Petrobras. Para o petista, esse movimento para tentar identificar os responsáveis pela Lava Jato se assemelha ao que ocorreu em regimes opressores, como o de Benito Mussolini e Adolf Hitler.

“Você sabe que assim surgiu Mussolini e Hitler. Você começa a criar uma narrativa contra a democracia, contra classe política e contra os partidos de oposição. Você não consegue voltar atrás e precisa fazer com que seja parida uma candidatura como a do Bolsonaro  para perceber a caca que você fez ao negar a democracia, as instituições. Então, meu caro, estamos vivendo um momento de mentira”, declarou Lula.

Fonte: Metro 1