SAJ: Produtos não pedagógicos devem ficar fora da lista de material escolar, adverte promotor

O promotor salienta que as escolas não podem recomendar marcas ou estabelecimentos para a compra do material escolar

Promotor Julimar Barreto

A Promotoria Pública de Santo Antônio de Jesus está  está atenta às listas de materiais escolares emitidas para pais de alunos neste período de matrículas e rematrículas.

Em entrevista ao Programa do Valente, Julimar Barreto disse que produtos como algodão, copos descartáveis, creme dental, papel higiênico ou materiais de limpeza, por exemplo, não podem ser solicitados na lista de material escolar.

Ainda conforme Julimar, além de ser proibido solicitar a compra de produtos que não são considerados pedagógicos, as escolas não podem recomendar marcas ou estabelecimentos para a compra do material escolar.