SAJ: “Estamos investigando pessoas que ajudaram na fuga deles”, diz delegado ao falar sobre prisão de assassinos de empresário

Foto: Blog do Valente

Após prisão do acusado de latrocínio que vitimou o empresário Jozélio Santos, 41 anos, o delegado Edilson Magalhães falou sobre o andamento das investigações em uma coletiva de imprensa que aconteceu na manhã desta segunda-feira (05/04). 

O crime aconteceu na quarta-feira (31/03) na região da zona rural de Tabocal em Santo Antônio de Jesus, e foi praticado por Jadiel da Silva Ribeiro, que já está preso, juntamente com Igor dos Santos da Mota, que está foragido.

Além de estar em busca de Igor, a polícia agora empenha esforços em descobrir quem ajudou os homens a fugirem após o delito,  para que essas pessoas também sejam indiciadas, explicou o delegado. 

“Estamos investigando pessoas que ajudaram na fuga destes dois indivíduos e ampararam eles na fuga, em suas residências, isso também faz parte do crime, e a gente vai indiciar todas essas pessoas”. 

Jadiel foi preso na quinta-feira (01/04) na cidade de Itabuna após dar entrada em um hospital para tratar um ferimento feito a bala. Aos policias ele disse que o ferimento foi feito por um disparo acidental efetuado pelo comparsa Igor, informação essa que também será investigada.

Jadiel teria sido ferido ainda em Santo Antônio de Jesus, mas não deu entrada no HRSAJ (Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus) para não ser reconhecido devido a repercussão do caso.

Para ser atendido em Itabuna ele mentiu informando que teria sido vítima de um assalto onde havia sido baleado. Segundo o delegado, esta prática de mentir ao tentar buscar cuidados médicos após um crime, é comum.

“Alguns marginais usam deste artifício. Quando os policiais daqui já conhecem eles, eles não dão entrada no hospital da cidade, e quando dão, dão com documento falso, justamente para não ser flagranteado, e se fazem de vítimas”, disse. 

O delegado ainda informou que Jadiel e Igor irão responder apenas por latrocínio (roubo seguido de morte).