SAJ: “Foi instaurado um inquérito policial militar e o fato está sendo apurado”, diz comandante sobre morte de jovem no Cidade Nova 2

SAJ: "Foi instaurado um inquérito policial militar e o fato está sendo apurado", diz comandante sobre morte de jovem no Cidade Nova 2

Na madrugada do dia 6 de março, o jovem de prenome Jackson morreu após ser baleado, no Cidade Nova 2. Familiares negam envolvimento do jovem com o crime, afirmam que o tiro partiu da polícia e pedem justiça.

O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel Edmundo Assemany explicou que foram adotadas todas as medidas legais e administrativas sobre o fato.

“Os policiais se apresentaram na delegacia, foram ouvidos, as oitivas e toda documentação foram encaminhadas para o Batalhão. Foi instaurado um inquérito policial militar e o fato está sendo apurado”, disse ao programa Levante a Voz desta quarta-feira (6).

Ele completou ainda que, após concluído, o inquérito vai ser remetido para o Ministério Público (MP) e para a auditoria militar.

“Se os policiais tiverem alguma conduta serão julgados e se for o caso condenados pela justiça. Tudo que era possível, foi feito acompanhado pela Polícia Civil e MP”, destacou.

Disque denúncias

O comandante informa que, em caso de situações emergenciais, ligue para 190. Mas, em caso de denúncias, ligue para 181.

“A ligação é gratuita e anônima, não vamos registrar número de quem ligar”, frisou.

Quem é o novo comandante do 14º Batalhão

Aos 47 anos, Assemany assume a coordenação do 14º BPM no lugar do Tenente Coronel Cesar de Sá Pacheco que estava à frente do Batalhão desde fevereiro de 2019 e garante que dialogará como todas as esferas responsáveis pela segurança pública no município e nas cidades da região competente ao 14º  BPM

Ele já trabalhou em Camaçari, Pelourinho, Secretaria de Segurança Pública, comando da Barra, e esteve por 4 anos na Rondesp Atlântico.

“Desafio profissional e pessoal muito grande, mas estou muito feliz e espero desempenhar bem o meu papel”, finalizou.