Filhote de raia morre após se enroscar em rede de pesca

Filhote de raia morre após se enroscar em rede de pesca
Foto: reprodução

Um filhote de raia-manta, também conhecido como jamanta, com aproximadamente 138 kg, foi morta na manhã desta quinta-feira (07), na praia de Jauá, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. O animal se enroscou em uma rede de captura de lagosta e acabou sendo arrastado para a areia e morto.

Segundo o Projeto Mantas do Brasil, iniciativa voltada à conservação das raias gigantes, as raias-manta são espécies ameaçadas de extinção e a captura, transporte ou comercialização é proibida por lei.

William Freitas, presidente do Instituto Rede Mar Brasil – que é ligado ao projeto Projeto Mantas do Brasil – acompanhou toda a movimentação na praia de Jauá na hora da captura e lamentou o ocorrido. “Trata-se de um animal muito raro. A análise do material coletado é uma grande oportunidade de aprendizado. Vamos fazer de tudo para gerar conhecimento a partir desse episódio”, destacou.

Após a coleta do material pelo Instituto Rede Mar Brasil, os pescadores levaram o restante do animal para o consumo próprio. Mas o Projeto Mantas do Brasil ressalta que, além do crime ambiental por se tratarem de espécies ameaçadas de extinção, o consumo desses animais pode representar um risco também à saúde humana devido a alta concentração de substâncias tóxicas na carne, como o mercúrio.

*Correio