Acusado de falsidade ideológica usava CRM de perito de Guaibim para atuar como médico em Muritiba, diz delegado

Médico suspeito por exercício ilegal e falsidade ideológica atuava com registro de um médico perito de Guaibim, Valença. A informação foi divulgada pelo coordenador da 4ª COORPIN, Dr. Edilson Magalhães. Adriano de Oliveira Souza, 46 anos, estava trabalhando como médico em uma Unidade de Saúde da família do Distrito de São José do Itaporã, em Muritiba. Ele é acusado de usar o cadastro do Conselho Regional de Medicina (CRM) de Dr. Adriano M.N.Farias. De acordo com o delegado, esses cadastros do clonados são adquiridos por meio da internet. O suspeito continua preso na delegacia de Muritiba.