Iniciadas em galinheiro, Obras Sociais Irmã Dulce completam 60 anos

 

Foto: Reprodução/Osid

As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), fundadas pela futura santa brasileira em maio de 1959, completam 60 anos de existência neste domingo (26). Iniciadas numa pequena área onde funcionava um galinheiro, a instituição se transformou em um “império do bem”, que hoje atende a milhares de pessoas de baixa renda, com serviços em áreas como saúde e educação, e ainda contribui para preservação e difusão da memória do “Anjo Bom do Brasil”, lembrada pelas obras de caridade e de assistência prestadas aos mais pobres e necessitados.

O aniversário da Osid deste ano tem um gosto mais especial, justamente porque as comemorações acontecem logo depois da notícia de que Irmã Dulce será canonizada e se tornará a primeira santa nascida no Brasil, após ter um segundo milagre reconhecido pelo Vaticano.

“A gente vê com muita alegria esse momento em que vamos comemorar o aniversário da Osid e, ao mesmo tempo, celebrar essa boa notícia que recebemos do Vaticano. É mais uma força para todos nós que trabalhamos nessa grande obra, simbolo do legado de amar e servir, premissas que Irmã Dulce sempre pregou”, destaca Maria Rita Pontes, superintendente da Osid e sobrinha da futura santa.

As celebrações de comemoração aos 60 anos da Osid, neste domingo, contam com uma missa presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil Dom Murilo Krieger, no espaço religioso da entidade, às 9h, e inauguração da 11ª sala de cirurgia da instituição, no Hospital Santo Antônio. A unidade fica no complexo ao lado do Santuário de Irmã Dulce, no Largo de Roma.

A instituição atende, atualmente, cerca de 10 mil pacientes. Os recursos para reforma e aquisição dos equipamentos foram obtidos através de campanhas e doações. O investimento é de R$ 936 mil. A nova sala, segundo a administração da Osid, vai poder ampliar o número de cirurgias de alta complexidade na área oncológica, dando mais agilidade no tratamento de pacientes com câncer.

‘Império do bem’

Fundadas em 26 de maio de 1959, as Obras Sociais Irmã Dulce contam hoje com um perfil de serviços distribuídos em 21 núcleos.

Também conhecida como Complexo de Roma, a sede das Obras fica em Salvador e abriga, em seus 40 mil metros quadrados de área construída, 20 dos 21 núcleos da entidade, incluindo 954 leitos hospitalares para o atendimento de patologias clínicas e cirúrgicas. O atendimento é pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para se manter, além dos recursos do SUS, a instituição conta com recursos de convênios com organismos estatais, doações e venda de produtos.

“Qualquer pessoa pode contribuir com as obras, seja colocando CPF na nota, sendo sócio ou mesmo doando roupas, alimentos, medicamentos. Podem ainda contribuir através de projetos. Então, são inúmeras formas. O turismo religioso também ajuda, com o aumento das visitações”, destaca Maria Rita Pontes.

 

As Obras Sociais Irmã Dulce em números

3,5 milhões procedimentos ambulatoriais realizados por ano na Bahia (sendo 2,2 milhões somente em salvador)
2 mil pessoas atendidas diariamente na sede das Obras, em Salvador
954 leitos para o atendimento de patologias clínicas e cirúrgicas
18 mil internamentos e 12 mil cirurgias realizadas anualmente em Salvador
11,5 mil atendimentos por mês para tratamento do câncer
150 bebês com microcefalia são acompanhados hoje na OSID
787 crianças e adolescentes, em situação de vulnerabilidade social, atendidos no Centro Educacional Santo Antônio
1,7 milhão de refeições servidas por ano para nossos pacientes e 537 mil para nossos colaboradores
4,3 mil profissionais que atuam na organização, sendo mais de 2 mil no complexo das Obras