Lava Jato: PF cumpre mandados contra senadores do MDB

A Polícia Federal deflagou hoje (10) mais uma fase da Operação Lava Jato, derivada da delação do ex-diretor de Relações Institucionais da Hypermarcas, Nelson Mello, e que mira diretamente no presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal, aberto em abril de 2017.
Oito mandados de busca e apreensão foram autorizados pelo ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no STF. Não há ordem de prisão. Em depoimento à Procuradoria-Geral da República, Mello disse que pagou R$ 30 milhões a dois lobistas com trânsito no Congresso para efetuar repasses de propinas milionárias para outros senadores emedebistas, entre eles Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Eduardo Braga (AM).

De acordo com a Folha, cerca de 40 agentes percorrem as cidades de São Paulo, Goiânia e Fortaleza. A operação se chama Tira Teima e investiga pagamentos de vantagens indevidas, por partes de um grupo empresarial a políticos.
A finalidade das medidas, segundo a PF, é de buscar documentos, a fim de apurar a notícia de doações de campanhas financiadas por meio de contratos fictícios.

*M1




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *