Paciente de 61 anos internada em hospital é atingida por bala perdida no Rio de Janeiro

(Foto: Divulgação | Hospital Santa Martha)

Uma mulher de 61 anos foi vítima de uma bala perdida na madrugada deste sábado (11), enquanto estava internada em um dos dos maiores hospitais de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. De acordo com a Polícia Civil, a paciente estava no terceiro andar do Hospital Santa Martha, no bairro de Santa Rosa, quando foi atingida no rosto.

De acordo com publicação do G1, ela estava internada há 18 dias na unidade para a realização de uma cirurgia de vesícula. Segundo o filho da vítima, ela esperava para fazer diversos exames pré-operatórios. Alguns familiares da vítima disseram que ela já passou por uma cirurgia, está em estado grave, mas estável.

Devido à perfuração, ela corre o risco de perder a visão de pelo menos um dos olhos. A bala entrou por debaixo do olho direito, ficou alojada na parte de trás da cabeça e ainda não teria sido retirada. Por ter formado muitos coágulos na região, os médicos estão realizando alguns exames específicos.

Ainda segundo o filho da mulher, a mãe está lúcida, mas sem ter a noção do que aconteceu. “Minha irmã, que estava com ela no quarto, ao ouvir o tiroteio levantou e foi para a janela. Aí, minha mãe pediu pra que ela saísse da janela e se abaixasse. Quando minha irmã se virou, minha mãe estava ferida”, disse o filho em entrevista ao G1.

“Ontem teve muito tiro, barulho de baile, fogos, tudo misturado. De repente, um estouro bem forte, cada vez mais perto e eu fui para o corredor do hospital. A nossa janela do quarto é virada para o morro. Quando eu chego no corredor do hospital, tinha uma moça sentada no chão chorando. Eu perguntei para ela o que aconteceu, abaixei, abracei ela e ela só falava: ‘minha mãe, minha mãe, minha mãe!’. Chamei a enfermeira para ver o que tinha acontecido e a mãe dela estava com um tiro no olho”, disse uma paciente que estava no quarto ao lado da mulher que foi baleada.

A Polícia Militar informou que homens do 12º BPM (Niterói) realizaram uma operação na comunidade Souza Soares, que fica próxima do hospital, na madrugada. O caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí), que vai apurar de onde partiu o tiro que atingiu a paciente dentro do hospital.

*VN