Polícia Civil aprimora atendimento às mulheres vítimas de violência

A sintonia entre a Polícia Civil e demais órgãos no combate à violência contra a mulher é intensificada com a Capacitação em Gênero de Profissionais da PC.  Uma aula inaugural, realizada na tarde desta quarta-feira (28), no auditório da Secretaria da Segurança Pública (SSP), abriu a série de cursos.

A ação é promovida pelas secretarias de Políticas para as Mulheres (SPM) e de Segurança Pública (SSP/BA). Uma apresentação do grupo de teatro e música Rosas da Democracia, abriu o evento, tratando o tema de forma descontraída e criativa.

A delegada-geral adjunta, Heloísa Brito, diretores de departamentos, delegados e demais servidores da PC assistiram a palestra sobre ‘A importância da Polícia Civil na Rede de Atenção à Mulher em Situação de Violência’, ministrada pela defensora pública Firmiane Venâncio, que destacou a Lei Maria da Penha, atendimento especializado e o ordenamento jurídico internacional.

Heloísa Brito pontuou a humanização nos atendimentos como uma busca constante da instituição. “Estamos sempre aprimorando os atendimentos por meio da Academia da Polícia Civil e essas capacitações intensificarão essa melhoria, proporcionando o acolhimento necessário a essas vítimas”, comentou.

Segundo a diretora da Acadepol, Elaine Nogueira, os cursos serão ministrados por etapas. “Uma série de capacitações iniciarão a partir de janeiro e vão aprimorar a atuação, inicialmente, de 100 policiais de unidades territoriais e especializadas, a exemplo das Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deam)”, explicou.

A defensora pública resumiu a integração entre os órgãos, como uma afinação através da troca de conhecimentos. “Entender o perfil dessas pessoas, mulheres vítimas de violência, resulta na melhoria do atendimento, a partir dessa sintonia entre a Defensoria Pública, Polícia Civil e demais órgãos”, comenta.

Ascom-PC /