Filha de Damiana diz que acusado do crime lhe ofereceu carona, mas ela desconfiou e recusou

A filha de Damiana dos Santos, Ivonete, conversou com a equipe do Blog do Valente na noite desta segunda-feira, 09, e falou que tinha esperanças de encontrar a mãe viva, mas sabia que havia chances disso não acontecer porque suspeitava do padrasto. “Eu estava preparada para o pior, mas não totalmente. Eu esperava porque já sabia quem era ele e que ele tinha cometido um crime e não prestava, a maioria da família não era a favor dele, os amigos se afastaram e ele era até ameaçado de morte’, revelou.

Mesmo diante da suspeita de que a mãe poderia estar morta, Ivonete buscou por ajuda de amigos de Damiana para saber sobre o seu paradeiro e chegou até encontrar o acusado do crime, que em determinado momento lhe ofereceu carona, quando ela rejeitou porque falta de confiança. Ivonete revelou também que se tivesse aceitado a carona, talvez não estivesse viva agora para contar essa história. “Foi Deus que me livrou, na sexta-feira eu perguntei por minha mãe e ele disse que tinha ido para Cruz das Almas e queria que eu entrasse no carro para me levar para lá e rápido eu inventei uma história para fugir dele, porque ele queria se livrar de mim também e hoje eu estaria do lado de minha mãe”, contou.

Ivonete disse que nunca chegou a presenciar uma briga entre o casal, mas um dia a mãe pediu socorro pelo celular que dizia para ela ir até sua residência que Antônio [o companheiro] queria matá-la. “Eu fui até lá, pedir para ele sair de dentro de casa e ele gritou para mim que só sairia de lá quando conseguisse os bens dela”, disparou.

Ainda abalada com o crime que chocou toda a cidade, Ivonete pede por justiça e agradece o trabalho em conjunto da Polícia, imprensa e o advogado da família, Joanito Barbosa. E informa que assim que o corpo for liberado, vai anunciar nas redes o local e horário do sepultamento.

Blog do Valente