Hospital Regional Dantas Bião orienta sobre a importância do descarte adequado de perfurocortantes

1
2

Um risco peculiar a serviços de saúde é o de sofrer um acidente com um perfurocortante, quando então pode ocorrer a transmissão dos vírus das hepatites B e C e HIV. Essas são doenças que trazem grandes perdas não só ao trabalhador acidentado, mas também a toda a sociedade, razão por que este tipo de acidente deve ser evitado ao máximo. Com esta finalidade, o Hospital  Regional Dantas Bião continua desenvolvendo atividades voltadas para a Prevenção de Acidentes de Trabalho e o Cuidado com  à Saúde do Trabalhador.

Na quinta feira, a equipe de Segurança do Trabalho (SESMT) e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes realizou um treinamento  sobre Perfurocortantes – objetos e instrumentos contendo cantos, bordas, pontos ou protuberâncias rígidas e agudas, capazes de cortar ou perfurar, segundo a classificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Lâminas, bisturis, agulhas, escalpes e ampolas de vidro são alguns dos exemplos.

A ação contou  com a participação do coordenador de enfermagem, Anderson Franco que reforçou a importância do descarte adequado dos materiais perfurocortantes, implementando, assim, a cultura de segurança na instituição. ” Com esse treinamento  objetivamos capacitar e aperfeiçoar os colaboradores sobre o assunto, levando em consideração que os perfurocortantes são materiais de alto risco e de extremo cuidado, principalmente por envolver o risco de contaminação pelo HIV e pelo vírus da hepatite C.

A recomendação do Ministério da Saúde é para que os materiais perfurocortantes sejam descartados separadamente, no local de sua geração, imediatamente após o uso ou necessidade de descarte, em recipientes de paredes rígidas, resistentes à punctura, ruptura e vazamento, resistentes ao processo de esterilização, com tampa, devidamente identificados.

O Técnico de Segurança do trabalho, Daniel Ramos, destacou que os principais cuidados referentes à prevenção de acidentes com perfurocortantes envolvem o mínimo de contato com esses objetos e os cuidados necessários ao utilizar esses instrumentos no ambiente hospitalar. “Os acidentes com perfurocortantes são uma preocupação, daí a necessidade e importância da conscientização para que os profissionais  realizem o descarte adequado, em local apropriado”.

Outro ponto destacado no treinamento foi a importância de orientar o profissional, em caso de acidente com perfurocortante. É necessário  registrar o acontecido no setor de medicina do trabalho da instituição e  avaliar sobre a gravidade do acidente da seguinte forma: Investigar sobre a gravidade do acidente e sobre o fluído corpóreo de risco e preencher a ficha de notificação do acidente; investigar o material biológico evolvido no acidente, explicar ao profissional que houve um acidente ocupacional com exposição a material biológico, sendo necessário a realização de exames de sangue para orientar o atendimento clínico do profissional exposto, entre outros.