Até a próxima semana pão estará mais barato

O secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, disse nesta quinta-feira  (15) que no fim de semana ou na próxima semana o consumidor já deve sentir no bolso os efeitos da redução de impostos no trigo, na farinha e no pão francês. “O que nós estamos tirando é 9,25% do preço do produto. A medida tem sentido, neste momento em que a inflação está subindo o custo dos alimentos, como o pão em particular”. Appy disse que neste momento o governo só tem espaço tributário para dar isenção fiscal para o pão. Segundo ele, isso mostra também que o governo vem deixando clara, quer tornar mais ampla a redução dos preços da cesta básica do trabalhador, inclusive na reforma tributária. “Não dá para fazer tudo o que a gente gostaria de fazer, mas com a reforma isso será mais amplo”. O secretário informou também que a medida, prevista inicialmente para durar até dezembro, pode ser prorrogada, dependendo da avaliação que o governo fizer sobre o impacto que isso terá na redução dos preços. Appy disse ainda que, a longo prazo o governo pretende, com a reforma tributária ou por outros meios, diminuir a carga de impostos outros alimentos como o óleo e o açúcar.