Baianos na lista de Zuleido

A revista Veja que circula esta semana mostra a rotina do empreiteiro Zuleido Veras, proprietário da construtora Gautama, nos anos 2005, 2006 e 2007, através de agendas secretas nunca divulgadas. Nas anotações, esboços de contas clandestinas que supriam desde campanhas eleitorais até pagamentos de propinas a funcionários públicos e políticos. Em 14 de julho de 2006, sob a rubrica “campanha política”, o estado do Maranhão aparece como recebedor de 1 milhão de reais; Alagoas, de 500.000; e Tocantins, de 200.000. Pernambuco ficaria com 2% de uma quantia não especificada. O estado de Sergipe é citado juntamente com o nome do deputado Albano Franco (PSDB-SE). Ao lado de Rio de Janeiro está o nome de Sérgio Cabral (PMDB), então candidato ao governo, seguido de um sinal de interrogação. O nome “Lula” também consta da agenda, na mesma data, ao lado, também, de uma interrogação. Zuleido ainda relaciona nomes de políticos a cifras. Para a Bahia, os nomes “Jutahy” e “Imbassahy” aparecem ao lado do número 100. Os políticos Jutahy Junior e Antonio Imbassahy foram candidatos em 2006. (Lívia Cortizo)