Dantas, Wagner e o novo estádio do Bahia

Deu no Painel da Folha:

“Os negócios de Daniel Dantas incluíam um esquema de lavagem de dinheiro no caixa do Esporte Clube Bahia. Os grampos da Polícia Federal mostram interesse do banqueiro em ser sócio na construção do novo estádio do clube, com recursos do governo estadual. Uma escuta da Operação Satiagraha revela diálogo entre Dantas e seu braço-direito, Humberto Braz, no qual o banqueiro diz que o governador Jaques Wagner (PT) “já está convencido, apesar de não ter o dinheiro” a aceitar o negócio. Mais: Dantas queria que Wagner convencesse a construtora Odebrecht para que o grupo entrasse no projeto como 'executor'. 'É um espetáculo', diz o banqueiro sobre o esboço do novo estádio.”