Análise do debate

O debate da Andaiá FM foi um sucesso. Os três candidatos tentaram o tempo todo demonstrar tranqüilidade, risos brincadeiras, tudo para tentar disfarçar o nervosismo natural de um debate. Microfones e câmeras, torcidas empolgadas e atenção de toda a cidade nos três postulantes a prefeitura municipal que estava cara a cara, para defender suas propostas e debater as dos outros. Como era de esperar o debate polarizou entre Euvaldo Rosa e Humberto Leite. O prefeito usou a tática de atacar a administração que Humberto fez no passado. Humberto atacou a administração do prefeito no presente. Com ataques, Euvaldo colocava Humberto na defesa e diminuía espaço para críticas que viriam do adversário. Os dois deixaram perguntas sem respostas, poucos apresentaram propostas. Franderrak apresentou seus projetos e questionou os dois candidatos, mas poderia ter usado mais o seu tempo. Humberto sempre ultrapassava o tempo estipulado. Euvaldo tinha uma assessoria informando através de um cartaz quantos segundos faltavam para cada fala através de cartazes. Foi solicitado á produção um cronômetro para o próximo debate, o que é uma boa idéia, pois o candidato preocupado com o conteúdo da fala não consegue cronometrar. Nos intervalos ambos iam até a marquise do hotel acenar para suas “torcidas” que iam ao delírio. A multidão do 25 chamo Humberto de “Mijão” que respondeu dando língua. Euvaldo saiu primeiro aplaudido por seus cabos eleitorais. Humberto saiu por último carregado pela sua torcida com direito a volta olímpica na Praça Padre Matheus. Agora é esperar o último debate no dia 2 de outubro