Esquenta o clima na política de Santo Antônio – violência se torna alternativa perigosa

Com a contagem regressiva dos dias finais para o encerramento da campanha política, o temor generalizado é de que os ânimos se acirrem a ponto de fugirem ao controle das autoridades.  Para tanto, basta que se combinem dois ingredientes explosivos: ressentimentos e intolerância.   As constantes provocações e o espírito de ” tudo ou nada ” que pode tomar conta de alguns são notas altamente preocupantes, especialmente visto as cenas que foram registradas em alguns pontos da cidade no final de semana marcado por grandes manifestações políticas pelas ruas da cidade.  Empurrões, xingamentos e até murros foram trocados. Sabe-se Deus se algumas ameaças à integridade de alguns simpatizantes e correligonários também não foram lançadas.  É natural que se esquentem um pouco os ânimos na reta final da campanha. Entretanto deve estar acima de qualquer pretensão o fato de que em Santo Antônio ( como em qualquer outra cidade do Brasil ) a campanha política é um momento em que a sociedade se reúne para decidir seus futuros passos – e esta reunião deve ser feita com prudência e responsabilidade. Não é guerreando como bárbaros que chegaremos a qualquer decisão sábia e oportuna.