Justiça Eleitoral aperta o cerco no final da campanha

A  julgar pela recente ação de impugnação de candidatura proposta pelo Ministério Público em Amargosa contra o candidato Adalberto Rosa Barreto( acusado de compra de votos ) da coligação DEM -PTN-PR-PMDB-PRP-PSC, a Justiça deve mesmo usar de todo rigor para fazer valer os novos artigos da Lei Eleitoral. Além da fiscalização de boca de urna que deve acontecer com mais rigor do que nunca no dia da eleição, o eleitor está sendo convidado a denunciar casos de compra de votos e distribuição de brindes e/ou dinheiro.  Uma denúncia munida de provas irrefutáveis como gravação de áudio ou vídeo pode resultar em impugnação de candidatura.