Lula assina decreto de regularização de Quilombolas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva até que gostaria de brindar o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado hoje em todo o País, sancionando a lei do Estatuto da Igualdade Racial, que ainda depende de aprovação do Senado. Mas reservou para a data um feito simbólico: vai assinar em Salvador de uma só vez, em ato público na Praça Castro Alves, 30 decretos de regularização de territórios quilombolas em 14 estados brasileiros.

Na Bahia, Estado com maior concentração de afrodescendentes do País, três comunidades serão beneficiadas com amedida: Quilombola Jatobá,no municípiodeSão Francisco, e Lagoa do Peixe e Nova Batatinha, em Bom Jesus da Lapa, que juntos somam no total 26,8 mil hectares de terra. Pouco para um Estado que só tem seis áreas tituladas pelo Incra, em meio a 69 processos em andamento de uma demanda estimada em 600 comunidadesquilombolas identificadas. Comunidades certificadas pela Fundação Cultural Palmares são 258.