Reforma no Museu do Recôncavo termina em março

A casa grande do antigo Engenho Freguesia, cujas primeiras constru??es remontam ao s?culo 16 e se tornou, em 1970, o Museu do Rec?ncavo Wanderley Pinho, administrado pelo Instituto do Patrim?nio Art?stico e Cultural da Bahia (Ipac), ter? suas obras emergenciais de estabiliza??o finalizadas em mar?o de 2010. A not?cia foi dada pelo diretor-geral da institui??o, arquiteto Frederico Mendon?a, ap?s vistoria ? edifica??o realizada em dezembro.Localizado ?s margens da Ba?a de Todos-os-Santos, em frente ? Ilha de Mar?, no munic?pio de Candeias (BA), a casa grande ? tombada como Patrim?nio Nacional pelo Instituto do Patrim?nio Hist?rico e Art?stico Nacional (Iphan) desde 1944.O projeto de recupera??o total do conjunto ? formado pela casa grande, capela e f?brica ?, com adapta??o funcional para novos usos, incluindo o Museu Wanderley Pinho, est? or?ado em R$ 5,6 milh?es e j? foi aprovado pela Lei Rouanet, estando apto para capta??o de recursos via mecenato. Atualmente, o Museu do Rec?ncavo est? fechado para visita??o em fun??o das obras. O museu est? em regi?o com remanescentes de Mata Atl?ntica, integrando a ?rea de Prote??o Ambiental (APA) da Ba?a de Todos-os-Santos e ocupando uma ?rea total de 100 hectares. O engenho j? aparecia nos mapas mais antigos do Rec?ncavo baiano, em cuja sesmaria foi doada em 1560 a Sebasti?o ?lvares, seguindo-se depois a outros herdeiros e novos compradores. Outras informa??es sobre o Museu do Rec?ncavo e os seus projetos podem ser obtidas na Ascom/Dimus, atrav?s do telefone (71) 3117-6445.

Fonte: Correio da Bahia