Atendimento do Hospital Regional: “A perna do meu pai está escurecendo, apodrecendo e ele continua largado em cima da cama há quase dez dias. Não aparece um médico”.

O Hospital Regional de Santo Ant?nio de Jesus, inaugurado h? tr?s meses tem sido alvo constante de reclama??es dos pacientes e acompanhantes em rela??o ao atendimento, falta de m?dicos, de pessoal capacitado nos setores de seguran?a, recep??o e at? profissionais da ?rea de sa?de, al?m do n?mero reduzido de equipamentos, como bacias. Apesar das queixas, a administra??o do Regional afirma o contr?rio. Segundo o diretor administrativo, Ildebergue Andrade, as reclama??es n?o procedem. ?Os fatos mostram. Todos est?o satisfeitos. Temos tudo nas enfermarias, len??is, bacias, camas, macas, as janelas com prote??o solar?, garantiu. Mesmo assim, h? quem reclame. O motorista Dejan dos Santos relatou que a av? dele, Clara do Carmo, de 86 anos, ficou sem higiene ?ntima durante 12 horas. ?Nem o len?ol molhado trocaram e n?o tinha fralda tamanho G. O pessoal da enfermagem n?o atende bem aos pacientes, nem seguran?as e recepcionistas. Mostra que eles n?o foram treinados. Tem enfermaria que bate sol o dia todo direto nos leitos. A prote??o que tem nas janelas n?o ? suficiente e somos proibidos de levar ventilador?, relatou. Severino de Jesus Santos est? com o pai, Leopoldino Bispo dos Santos, de 99 anos, internado no Regional desde o ?ltimo dia 27 de fevereiro. Ele diz que o estado de sa?de do pai pode ter agravado devido a falta de atendimento m?dico. Segundo ele, o pai est? a mais de dez dias recebendo visita apenas de enfermeiros e t?cnicos de enfermagem. ?A perna do meu pai est? escurecendo, apodrecendo e ele continua largado em cima da cama h? quase dez dias. N?o aparece um m?dico. A perna est? com uma enorme ferida e a enfermeira disse que ele n?o tem mais condi??es de fazer cirurgia?, lamentou. O Hospital Regional foi inaugurado h? tr?s meses com o objetivo de atender a popula??o do Rec?ncavo baiano e vale do Jiquiri?? e levou quase 20 anos para ficar pronto. Segundo dados da Secretaria de Sa?de do Estado (Sesab), nos ?ltimos dois meses, a unidade realizou 1.551 atendimentos de urg?ncia e 839 de ambulat?rio, al?m de 450 cirurgias. A m?dica Vilma Reis, presidente do Conselho Regional de Medicina de Santo Ant?nio de Jesus (Cremeb), diz que n?o h? nenhuma den?ncia formalizada no ?rg?o contra o Hospital Regional. Atrav?s da queixa formalizada, com identifica??o do denunciante, seja m?dico ou paciente, haver? fiscaliza??o. ?No momento em que houver uma den?ncia formalizada e identificada, o Cremeb ser? acionado para as devidas provid?ncias?, salientou. Renan Ara?jo, m?dico-diretor da Gest?o de Rede Pr?pria da Sesab, diz que o ?rg?o fiscaliza, atrav?s de visitas sistem?ticas, a gest?o do hospital. ?A Sesab est? satisfeita com o atendimento do hospital. Em dois meses vem se consolidando como refer?ncia no atendimento ?s urg?ncias da regi?o?, assegurou. Ara?jo ameniza as reclama??es dos pacientes quanto ao atendimento no Hospital Regional, afirmando que a unidade ainda absorve a demanda da Aten??o B?sica.

Cristina Pita