Paciente morreu enquanto aguardava transferência para Salvador

Jo?o Pereira da Silva, de 57 anos, morreu na manh? de ontem (26) na sala de emerg?ncia do Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso, mantido pela Santa Casa de Miseric?rdia, em Cruz das Almas (a 146 km de Salvador) enquanto aguardava a chegada de um ambul?ncia para a transfer?ncia dele para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Salvador. Pela falta de ambul?ncia, o hospital tentou ent?o uma vaga na UTI do Instituto de Pediatria do Rec?ncavo (Iper), tamb?m no munic?pio.

Segundo a coordenadora da enfermagem do hospital, L?via Melo, Jo?o Pereira deu entrada no hospital por volta das 14h de ter?a-feira (25) com press?o alta e hiperglicemia. Recebeu atendimento e ficou em observa??o, mas foi embora sem ter recebido alta m?dica. ?Ele come?ou a ter uma melhora por volta das 19h e ?s 23h saiu do hospital por conta pr?pria. Ainda foi informado por um t?cnico de enfermagem que n?o estava liberado pelo m?dico que o assistiu, mas n?o obedeceu. Pensou que estivesse melhor?, contou.

Na madrugada de ontem Jo?o Pereira, que era diab?tico, retornou ao hospital. Por volta das 2 horas ele deu entrada com o quadro cl?nico mais grave. ?A situa??o dele piorou, pois voltou respondendo e respirando com dificuldades, descompensado. Administramos insulina e instalamos o oxig?nio e o soro. Todo o atendimento foi dado, mas n?o estava tendo rea??o. Pelo estado grave do paciente e pela falta de UTI no hospital da Santa Casa, solicitamos uma vaga na UTI do Iper, mas n?o havia a vaga?, salientou a enfermeira Karine Ribeiro.

?s 3h da madrugada a equipe de enfermagem do Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso acionou o setor de transportes da Prefeitura de Cruz das Almas solicitando uma ambul?ncia para a transfer?ncia do paciente, mas das tr?s ambul?ncias do munic?pio, duas estavam transportando pacientes para Salvador e uma est? quebrada. ?Ligamos para o setor de transporte da prefeitura solicitando a ambul?ncia ?s 6h da manh?. Disseram que n?o tinha nenhuma dispon?vel?, disse L?via Melo.
Como o estado do paciente era grave e a ambul?ncia n?o chegava, o hospital refor?ou o pedido de ambul?ncia e de uma vaga na UTI do Iper. ?Quando foi ?s 7h30 ligamos de novo para o setor de transportes e disseram que as ambul?ncias estavam em tr?nsito. Tamb?m s? conseguimos uma vaga na UTI do Iper pela manh?. Fizemos de tudo para salv?-lo e reanim?-lo, mas sem sucesso?, informou a coordenadora da enfermagem, L?via Melo. Enquanto isso, Jo?o Pereira continuou em observa??o aguardando a chegada da ambul?ncia. Por volta das 9h30 ele n?o resisitiu e morreu.

Segundo o secret?rio de Sa?de do munic?pio, Raul Molina, a secretaria disp?e de tr?s ambul?ncias, mas no momento, estavam ocupadas. ?Duas j? estavam transferindo pacientes para Salvador e a terceira est? na oficina e ser? entregue hoje mesmo (ontem)?, justificou. O Hospital Nossa Senhora do Bonsucesso n?o p?de fornecer o endere?o da fam?lia de Jo?o Pereira. Na delegacia da cidade n?o foi registrada nenhuma queixa.