Educadores de Cruz das Almas fazem drive-thru e reforçam vínculos com a escola para o início do ano letivo na rede estadual

Às vésperas do início do ano letivo 2020/2021 na rede estadual de ensino, educadores encontraram uma maneira de estarem mais próximos uns dos outros. Mantendo o distanciamento necessário e todas as medidas de segurança, por causa da pandemia do novo Coronavírus, algumas escolas realizaram um drive-thru com o objetivo de proporcionar o acolhimento e deixar aflorar sentimentos de esperança e união nesta nova etapa, que começa com o ensino remoto.

Foi assim no Colégio Estadual Landulfo Alves de Almeida, localizado em Cruz das Almas. Nesta sexta-feira (12), a equipe gestora aproveitou o último dia de planejamento da Jornada Pedagógica Paulo Freire, promovida durante toda a semana pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), para que professores, coordenadores pedagógicos e funcionários pudessem trocar manifestações de carinho e saudades da escola e celebrassem a semana de trabalho realizada coletivamente, por meio virtual. Para o período da noite, às 19h, foi programada uma live de acolhimento dos estudantes e de suas famílias, com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o ensino remoto e questões como a matrícula.

No Centro Estadual de Educação Profissional  Régis Pacheco (CEEP), em Jequié, teve o “Drive-thru da saudade”, através do qual os educadores da instituição receberam informativos pedagógicos e brindes e puderam se reencontrar, mantendo o distanciamento físico estipulado pelos órgãos de Saúde. Apesar da ausência dos abraços, o momento foi marcado pela emoção.

A professora Wandréa Cosme disse que ficou emocionada com o momento e contou o que sentiu: “Quando lemos a palavra carinho, nós sabemos o que é. Quando a gente diz saudade, sentimos o que quer dizer. Mas quando encontramos pessoas que transformam palavras como estas em representações empíricas, nos vemos mergulhadas em um oceano de emoções luminosas que nem sabíamos que estavam ali em forma condensada de saudade”.

A professora Eviluzia Silva Moura também falou sobre o que sentiu. “Certa vez, estudei um texto que dizia que a educação, construída através do amor, permite que o educador se encontre e se perceba, além de melhorar as suas práticas. O trecho dessa leitura resume o que senti e aprendi ao ver o carinho dedicado a todos nós”, afirmou.

A gestora do CEEP, Fannie Sampaio, disse que o momento envolveu o planejamento para o ensino remoto. “Precisamos estar ainda mais próximos da equipe de professores. Nossa equipe de professores tem mais de 120 profissionais e estamos com saudades da convivência e do aprendizado mútuo”.