Lázaro Ramos recusa convite da Mangueira para interpretar Jesus na Sapucaí

Foto: Reprodução Redes Sociais

O ator Lázaro Ramos usou sua conta no Instagram para dizer que foi convidado para interpretar Jesus no desfilo da Mangueira de 2020 e contar que não poderá aceitar o convite por conta de sua agenda de trabalho.

O ator declarou ter ficado comovido com a oportunidade oferecida: “Há uma semana, recebi um dos convites mais emocionantes da minha vida. Que NÃO poderei aceitar”, disse ele, contando que escutou o samba em primeira mão de Alcione e que foi ao encontro do carnavalesco Leandro Vieira para entender melhor o convite.

“Ao me pensar como um dos Jesus, imediatamente comecei a refletir sobre qual o sentido da mensagem de Cristo para mim e, inevitavelmente, o amor vinha como protagonista. Os rostos de quem me deu amor e que davam sentido à mensagem de respeito, acolhimento e afeto que a historia de Cristo deixou pra nós, realmente tinham várias formas: É o rosto da minha tia-avó que me criou e também mais 19 crianças numa mesma casa, é o rosto dos meus mestres, que me abraçaram nos momentos de dúvida, é o rosto de um desconhecido que tocou no meu ombro e perguntou se estava tudo bem e são tantos rostos que espalham amor por aí fazendo jus à mensagem”, disse ele.

Lázaro explicou o porquê de poder aceitar o convite. “A vida do artista é trabalhar em momentos em que a maioria das pessoas estão se divertindo. E esse é o meu trabalho, estarei trabalhando enquanto o público estará em folia”.

Ele agradeceu ao artista Marcondes Rocco pela imagem que fez do ator como Jesus.

Famosos comentaram a postagem. Alcione agradeceu a Lázaro “A honra é e será sempre nossa Lázaro” você é orgulho nosso”. Já Astrid Fontenelle disse: “Mais q demais!!!! Seria lindo!!” e Selton Mello enalteceu o colega de profissão: “Demais!!!!”

Mangueira, atual campeã do carnaval do Rio, vai pisar na Sapucaí com um enredo que promete levar o público à reflexão. Com “A verdade vos fará livre”, o carnavalesco Leandro Vieira vai tratar de uma hipotética volta de Jesus Cristo à Terra e retratar esse Jesus como se identificando com os mais pobres, como os moradores de favelas, e com os que sofrem com todo tipo de preconceito, como a intolerância religiosa.