Oscar 2021: homenagem a Chadwick Boseman é acusada de plágio

T’Challa (Chadwick Boseman) em Pantera Negra Imagem: Reprodução / Marvel

O Oscar de 2021 foi uma noite difícil para os fãs de Chadwick Boseman. Após toda a decepção por ele não ter ganhado na categoria que concorria, outro problema surgiu.

Antes da cerimônia, foi anunciado que cada indicado receberia um convite para ganhar um NFT (Token Insubstituível) criado pelo artista Andre Oshea. A homenagem se tratava de um busto de ouro feito à semelhança de Boseman cercado por flores.

O impacto ambiental dos NFTs já os torna controversos, mas a arte de Oshea também foi rapidamente criticada nas mídias sociais por outros motivos. Isso porque alguns fãs afirmara que ele havia usado um modelo de impressão 3D de uma imagem criada por CGTrader.
Um dia depois da cerimônia, Oshea se pronunciou sobre o ocorrido. Ele cancelou o leilão do NFT e se referiu à situação como uma “grande experiência de aprendizado”.

Em comunicado, ele disse:

“Quero abordar os comentários, a imprensa e a desinformação sobre a revelação da minha arte de homenagem ao NFT, inspirada em Chadwick Boseman no fim de semana passado. Quero que todos saibam que escutei, ouvi e absorvi tudo como artista e peço desculpas por qualquer aborrecimento causado. Fui um dos vários artistas convidados pelo Nomine (ETH) para produzir uma obra de arte do NFT para celebrar os indicados ao Oscar com uma divisão 50/50 entre uma instituição de caridade e os artistas. Minha tarefa específica era produzir uma obra de arte em memória do falecido Chadwick Boseman, que NÃO foi incluída nas sacolas de presente dados aos vencedores, mas foi definida para ser leiloada como um item único. ”

Pois toda a cerimônia foi organizada dando a entender que ele ganharia o prêmio póstumo de Melhor Ator, porém ele não ganhou. O ator estava concorrendo à categoria por seu papel em A Voz Suprema do Blues.

Ele afirma que entende por que as pessoas estão chateadas e que está redesenhando a peça, por isso declarou:

“Agora reconheço que o rosto de Chadwick é um lembrete de ativação de sua morte, e não de sua vida, e irei redesenhar a obra de arte para ser leiloada no final desta semana. Agradeço todo o amor e apoio da comunidade e de outro e estou motivado para seguir em frente com esta peça. Ainda estarei doando 50% dos fundos para a Fundação do Câncer do Cólon para financiar seu trabalho inestimável com pesquisa e testes de câncer”, declarou Oshea.

Fonte: E-Pipoca